Qual a diferença entre ter um site .COM.BR e um .COM

Muitas pessoas me questionam sobre qual a diferença entre ter um domínio com extensão .com.br e .com. Neste artigo vou explicar resumidamente as principais diferenças.

Bom, em primeiro lugar para se ter um domínio na internet é obrigatório a contratação de um provedor de hospedagem. Este provedor nada mais é que um servidor que reserva um espaço para que os arquivos de um site sejam armazenados.

Este servidor está conectado na internet por uma conexão banda larga, permitindo que o mesmo seja acessado de qualquer parte do mundo. Para isto, o site ganha um DNS (Domain Name Service), que será um nome para localizar em qual servidor o site está hospedado, e como a internet não tem fronteiras, este servidor pode estar fisicamente em São Paulo, na Itália, ou nos Estados Unidos.

Bom, agora entra a diferença entre o domínio .com.br e .com. Os domínios com extensão .BR são gerenciados por um órgão chamado REGISTRO.BR. Este órgão é responsável pela gestão de todos os domínios .BR (Brasil). Para cada domínio, este órgão cobra um valor anual de R$ 40,00, e ao fazer o registro do domínio, você deve informar o DNS do servidor aonde o seu site está hospedado.
Já para um domínio .com, isso não deve ser feito pelo REGISTRO.BR, pois ele não tem poder sobre esta extensão. O registro deve ser feito por sites específicos no exterior, ou em alguns sites brasileiros que fazem a intermediação. No caso de um domínio internacional, o valor anual pode variar, mas gira em média de R$ 50,00/ano.

E para o cliente que acessa seu site ? Qual a diferença ?

Nenhuma.

Digamos que a maior diferença é a questão da lembrança do nome, pois o .com é mais curto e mundialmente conhecido, mas não menos importante que o .com.br, portanto, o que vale realmente é o trabalho de mídia que será realizado com o nome do site.

Mas em relação à concorrência?
Ai sim é outro problema, se você tem um domínio com um nome interessante, que possa despertar o interesse da concorrência, talvez seja interessante você registrar os dois. Além do domínio brasileiro (.br), também o domínio internacional (.com), assim você evita que um concorrente registre esse domínio e use-o para confundir seus clientes em comum, pois seu cliente, em um momento de distração, pode acessar o site do concorrente sem perceber.
Agora, quem tem direito sobre um domínio ? Isso é um tema para outra postagem, mas basicamente é de quem pegar primeiro, a não ser que você tenha a patente do nome que está registrando.
Se você está em dúvidas em qual extensão escolher ou ainda não tem nem um site, clique aqui e conheça o easysite da eCliente.
Até breve.
Prof. Gustavo Gonzalez Briones
Mentor de Estratégias Digitais
@ggonzale

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *