COMUNICADO IMPORTANTE

Entenda porque você pode estar sendo bloqueado por SPAM

Prezado cliente.

Acredito que quando você chega no seu escritório, liga seu computador, e abre sua caixa de eMail, você também fica chateado com a quantidade de mensagens inúteis que lotam sua caixa de entrada.

Mesmo criando filtros, muitas mensagens se passam por verdadeiras e acabam tomando seu tempo.

Pois é, essa situação não é só com você, mas com todos que usam o email. Pode parecer estranho, mas ainda é o meio oficial de comunicação. Pode olhar, tudo o que é oficial você manda por eMail.

Se você compra uma passagem, ela vem por email. Se você reserva um hotel, ela vem por email. A sua conta de televisão a cabo, o extrato oficial vem por eMail.

Bom, vamos lá. Para quem é este texto? Para todos que usam o eMail no dia a dia para negócios.

Os provedores, TODOS ELES, utilizam várias ferramentas para reduzir ao máximo o envio de SPAM. Todas essas ferramentas criam regras de bloqueio baseado em algorítmos, em aprendizado baseado em interações coletivas ou em ações manuais.

Pelo volume de eMails que circula na internet, o provedor não tem como identificar um por um, então ele cria regras simples para poder identificar se uma mensagem é spam ou não.

Então vamos para algumas regras simples que talvez você não saiba e pode justamente estar sendo identificado como potencial emissor de SPAM.

(1) Se você envia um eMail idêntico, para várias pessoas, no mesmo intervalo de tempo, por exemplo, 1 minuto, o provedor que recebe consegue identificar rapidamente que se trata de um SPAM. Pronto, você foi bloqueado.

(2) Se você envia um eMail para um destinatário que não existe, e não trata esse erro, se você insistir em enviar o mesmo eMail, pronto, você pode ser bloqueado.

(3) Se você envia boletins informativos e não oferece a opção do cliente se descadastrar, pronto, você será bloqueado.

(4) Se você envia um eMail com um arquivo potencialmente perigoso, ou estranho, o provedor também pode te bloquear.

(5) Se você envia um eMail insistente para alguém, e essa pessoa marca você como SPAM, a base de conhecimento do provedor pode identificar que outras pessoas estão fazendo o mesmo e também bloquear seu domínio.

Estas são apenas algumas regras para identificar um potencial SPAM, outras são ocultas para os usuários e são aplicadas diretamente em sistemas.

Ah, mas eu fazia isso antes!

Pois é, muitas coisas a gente podia fazer e não pode, pois as regras mudam e não somos nós que definimos essas regras, mas são manobras coletivas para o bom funcionamento da rede.

No caso do SPAM existem comitês que definem isso e os próprios provedores podem criar suas regras.

Como a ECLIENTE trata isso?

Nós da eCliente tínhamos regras mais brandas para o envio de eMAIL, pois como alocamos menos clientes por servidores, isso nos permitia aumentar os limites de envio.

Com os provedores apertando o cerco contra o envio de SPAM, foi necessário alterar algumas regras de envio para que nossos clientes não fossem bloqueados pelos provedores, principalmente os gratuítos.

Aqui vale um alerta, quando o eMail é de uma empresa, nós até conseguimos entrar em contato e pedir o desbloqueio. Mas quando o email é gratuito, tipo gMail, Yahoo, HotMail, não há opções fáceis. Dependemos do preenchimento de formulários e, em alguns casos, nem sempre a liberação é imediata.

Consulte nosso link de políticas sobre envio de SPAM, mas calma, leia depois. Lá informamos os limites de envio de email e algumas sugestões para você não ser bloqueado.

E qual a solução?

Para quem precisa fazer envio em grandes quantidades, de eMail iguais, como Boletins Informativos ou até propagandas, é necessário a contratação de um serviço que regula o envio de eMails, ou de ferramentas próprias para este disparo, como por exemplo o MailChimp.

Caso você utiliza algum sistema que faz o disparo de mensagens, você precisa solicitar ao desenvolvedor do sistema que esteja atendendo as políticas de anti-spam. Eles saberão o que fazer.

Exemplo, empresas que precisam enviar eMail de cobranças, com boletos em anexo.

Uma outra solução é a contratação de um endereço de IP só para sua empresa, para o envio de mensagens. Vale ressaltar que a contratação deste serviço não vai liberar o envio em massa, apenas vai reduzir a chance de você ser bloqueado.

As regras de envio são as mesmas, a diferença é que você não estará compartilhando um endereço com outras pessoas, mas usando um endereço só para você. Consulte-nos sobre este serviço.

Nós, da eCliente, sempre estamos atentos as mudanças de políticas de tecnologia, e trazemos estas informações o mais breve possível para que todos nossos clientes possam trabalhar da melhor maneira possível.

Certos da atenção de todos, estamos a disposição.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *